Produtos parados no Estoque – Prejuízo na certa

Gostou? Compartilhe!

Para evitar perdas financeiras em sua empresa, não deixe produtos parados no estoque de sua empresa. Você investiu tempo e capital para planejar, desenvolver e adquirir um produto para posicionar a sua atividade comercial no mercado, gerar retorno e lucro. O estoque parado bloqueia a atividade de sua empresa e causa prejuízos.

Produtos parados no estoques

Segundo estudos na área de gestão, uma mercadoria estocada não pode ficar mais de 45 dias no estoque, ela deve girar em estabelecimentos físicos e virtuais, atrair interesse, fazer parte de uma oferta ou promoção.

A mercadoria foi fabricada para ser vendida e atender a uma necessidade do consumidor. Independente do produto ou do seu valor, mantê-lo parado no estoque, causa prejuízos consideráveis relacionados ao dinheiro gasto para produzir um novo, além do fato de seu capital ficar congelado, literalmente parado.

Produtos parados no estoque obrigará a você a adquirir outras mercadorias, até que consiga vendê-los e repor o dinheiro investido.

O que é estoque?

Tecnicamente, o estoque é o setor de armazenamento de mercadorias e materiais, a sua existência permite o abastecimento de materiais de produção, distribuição e venda.

A existência do estoque elimina atrasos de entrega, evita sazonalidades de oferta do produto, falta de fornecimento e perda de clientes.

Perdas financeiras

Os produtos parados no estoque desperdiçam o capital investido no processo de pesquisa, desenvolvimento, produção, distribuição e disponibilização (comercialização) de um produto considerando todo o ciclo logístico de produção, e venda de produtos, desde a matéria-prima até o ponto final de venda.

Instabilidade de mercado

As variáveis de mercado incluem ameaças externas e fraquezas internas na empresa, que podem causar diminuição nas vendas de determinado produto como descrito a seguir.

Ameaças externas:

– Crises financeiras;

– Crises políticas;

– Concorrente agressivo;

– Queda de preços no mercado.

Fraquezas internas:

– Má gestão do estoque;

– Ausência de um bom planejamento logístico;

– Ausência de divulgação e promoção de produtos;

– Erro em precificação.

Como queimar o estoque e vender tudo?

Em primeiro lugar, a empresa precisa ter um eficiente controle de estoque, um inventário atualizado diariamente para que o gestor em vendas saiba a quantidade de produtos que ele tem à disposição para venda, redistribuição e promoção.

A gestão de estoque ajuda a quantificar as perdas de vendas e a possibilidade de realizar uma promoção.

O estoque não pode estar em quantidade excessiva e o dinheiro em baixa quantidade no caixa da empresa. Portanto, você pode rever o preço do produto, a exposição do mesmo no ponto de venda, divulgar a promoção e em determinados casos, oferecer três produtos pelo preço de dois.

Uma boa estratégia é criar kits de produtos ou serviços que agreguem valor ao preço final.

Reveja a sua política de compras

Se a sua empresa é uma revendedora de determinado tipo de produto, reveja a política de compra.

Evite comprar produtos que não atraem mais a atenção dos consumidores, busque comprar e vender produtos que oferecem giro rápido de venda e reposição, foque naqueles que atendam às necessidades do cliente.

Use sempre um banco de dados cadastrado no computador, para planejar melhor a entrada, saída de produtos e geração de efeito promocional, para vender todos os produtos que estão parados no estoque.

Crie e foque nas promoções para evitar que seu dinheiro fique parado, retardando o crescimento do seu negócio.

Gostou? Compartilhe!