Será que os preços de meus produtos estão certos?

Gostou? Compartilhe!

Nessa série nós estamos falando sobre a importância de determinar de forma clara os preços de produtos ou serviços, mas também é fundamental verificar a formação do preço de venda.

Nos textos anteriores falamos sobre porque esse processo é tão necessário para os negócios, explicamos o que é markup e claro, também mostramos como funciona a formação de preços.

Agora é a hora de te mostrar como verificar os seus preços, para confirmar que os valores estão dentro do que você esperava e que correspondem ao que é necessário para que seu negócio cresça e se desenvolva!

Entenda a importância de verificar os preços de venda

Existem outras questões que pedem a sua atenção ao se definir preços.

Por exemplo, uma dela é sobre verificar a precificação. Talvez você não veja necessidade alguma em fazer esse tipo de conferência, mas esse é um grande engano. Abaixo nós vamos elencar algumas razões para você fazer questão de conferir os números assim que encontrá-los:

  • Como sabemos esses números vão determinar o seu preço de venda, e isso é fundamental para o seu negócio;

  • Se você confere e verifica que houve um erro pode consertar, sem precificar de maneira enganosa, tomando prejuízo;

  • Vale a pena sempre estarmos seguros quando estamos falando de matemática e de contabilidade de um negócio, então conferir rapidamente só vai te trazer tranquilidade;

Saiba como conferir os números encontrados para a formação do preço de venda

Quando falamos sobre verificar a formação do preço de venda não estamos falando diretamente sobre analisar essa etapa final, mas sim prestar atenção aos números que foram encontrados ao longo do processo e nos levaram até essa compreensão que acabamos conquistando.

Se você ficou confuso está tudo bem, porque agora a gente te explica. Por exemplo, falando sobre a verificação dos valores que vamos achando ao longo do processo, dá para descobrir se eles estão certos ou não tomando a dianteira de dividir o lucro peço de venda escolhido, para depois multiplicar por 100.

Ok, talvez a problemática dessa ideia é que até então não te dissemos o que você precisa fazer para encontrar o lucro de um negócio, certo? Bem, se era esse o motivo de crise pode se tranquilizar, porque agora vamos te mostrar como descobrir o lucro que um produto ou serviço vai te trazer:

  • Você precisa multiplicar o preço de venda que encontrou pela porcentagem que representava o seu orçamento;

  • Utilizando os números que vínhamos usando nos outros textos dessa série, podemos dizer que 8% dos impostos tem a equivalência de 203,33 (preço de venda) x 0,08. Isso dá no total R$ 16,70, ou seja, esse valor equivale a parte do seu faturamento que vai para os tributos;

  • Esse mesmo cálculo pode ser repetido para todos os seus gastos;

  • Assim você não vai demorar para descobrir quais são as suas despesas fixas e quais são as variáveis, além de ter uma noção de custos envolvidos e de impostos cobrados;

  • Seguindo os nossos exemplos podemos dizer que Lucro em porcentagem = a Lucro em reais dividido pelo preço de venda x 100;

  • Nesse caso, as contas seriam: Lucro em porcentagem = 62,49/ 208,33 x 100;

  • O lucro é de 30%;

O que podemos entender com isso? Que a partir do momento que tiramos das despesas o que equivale ao lucro e dividimos esse valor pelo preço de venda já multiplicado por 100 cegamos ao lucro em percentual. Na prática isso quer dizer que acertamos nos nossos cálculos!

Verificar a formação do preço de venda é importante, mas não obrigatório

Talvez você esteja entendendo que uma vez que sugerimos a você verificar a formação do preço de venda esse será um processo obrigatório dentro de todo esse sistema, e isso não é verdade, absolutamente.

Valerá sim a pena fazê-lo, especialmente no início, quando se está mais inseguro sobre esses processos, mas uma vez que você já está confiante não precisa repetir o tempo todo.

É claro que sempre que surgirem dúvidas e incertezas é considerável dar uma olhada, uma vez que a precificação é tão fundamental para o crescimento de um negócio, então faça quando achar que convém, mas não entenda que sempre tem que fazer!

Como você deve ter percebido, essa análise não é difícil, mas pede que você preste atenção e fique de olho para não cometer nenhum erro. Agora só falta um texto para completarmos a série. Você está preparado?

Então clique aqui para continuar!

Gostou? Compartilhe!